Mulheres lideram os mais vendidos do Grupo nesta Bienal de São Paulo
Notícias

Mulheres lideram os mais vendidos do Grupo nesta Bienal de São Paulo

Bienal das mulheres e da literatura nacional no estande do Grupo Editorial Record. Oito dos dez livros mais vendidos do estande foram escritos por mulheres. Seis delas são brasileiras. Lucas Rocha, que debutou na Galera Record com o seu “Você tem a vida inteira” também ficou entre os campeões de venda. Confira no post o balanço desta 25ª edição da Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Clarissa Wolff estreia na Verus com “Todo mundo merece morrer”
Entrevistas

Clarissa Wolff estreia na Verus com “Todo mundo merece morrer”

A autora lança o seu primeiro livro na editora no qual sai do lugar comum para destrinchar a vida de treze pessoas que testemunharam um assassinato no metrô da linha verde de São Paulo. Nesta entrevista, Clarissa fala sobre suas inspirações, sobre seu estilo de narrativa e ainda revela o que faria se fosse um dos personagens do livro. Confira!

Lançamentos (13/08)
Lançamentos

Lançamentos (13/08)

Semana com fortes lançamentos na não-ficção – como”Inabalável”, do guru Tony Robbins, um guia prático de finanças pessoais, e “Revolucionário e gay”, biografia de Herbert Daniel, escrita por James Green – e também de estreias como as de Clarissa Wolff na Verus com seu “Todo mundo merece morrer” e Lucas Rocha na Galera Record com “Você tem a vida inteira”. Há ainda os thrillers, “O sol da meia-noite, de Jo Nesbø e “Menina boa, menina má”, de Ali Land. Completam a lista “Cristal polonês”, de Leticia Wierzchowski, que ganha nova edição, “Nocte”, de Courtney Cole e “A alma da marionete”, de John Gray.

Agenda (12/08)
Agenda

Agenda (12/08)

Nesta semana, David Levithan faz dois eventos no Rio de Janeiro e Ana Beatriz Brandão participa da Feira do Livro de Jaraguá do Sul. Já Milton Jung lança “É proibido calar” em São Paulo, enquanto James Green vai a Brasília para o lançamento de “Revolucionário e gay”. Também na capital federal, Pedro Dória participa da Bienal Brasil do Livro e da Leitura. Em Porto Alegre, Carpinejar lança “Cuide dos pais antes que seja tarde”, Márcia Tiburi e Elisa Lucinda participam da Feira Literária de Mucugê. E para fechar os eventos da semana, A.C Meyer lança “O tipo certo de garota errada” em Nova Iguaçu, região metropolitana do Rio.

Romance, filosofia e bem estar, os destaques desta semana
Quentinho da gráfica

Romance, filosofia e bem estar, os destaques desta semana

Entre os livros que rodaram esta semana está “Na medida do possível (ou quase)”, de Fernando Rocha, apresentador do programa Bem Estar, no qual descreve o seu processo de mudança de hábitos rumo a uma vida mais saudável. Em “Tribos morais”, Joshua Greene desvenda a estrutura dos problemas morais e em “Eufrates”, André de Leones fala sobre relações pessoais e desencontros.

“Revolucionário e gay: A vida extraordinária de Herbert Daniel”, de James Green
Entrevistas

“Revolucionário e gay: A vida extraordinária de Herbert Daniel”, de James Green

Herbert Daniel foi um importante personagem na luta pela democracia desde meados dos anos 1960. Mas a atuação revolucionária no campo político contrastava com a repressão de sua homossexualidade, que sentia como um “exílio interno”, como descreveu depois. Em “Revolucionário e gay”, o historiador James Green conta a vida desta extraordinária figura, que lutou em defesa do meio ambiente e dos direitos das mulheres, dos homossexuais, das populações negra e indígena, e conta o preconceito a portadores de HIV.

David Levithan e a representatividade na literatura
Entrevistas

David Levithan e a representatividade na literatura

Prestes a chegar ao Brasil para mais uma edição da Bienal do Livro de São Paulo, David Levithan respondeu perguntas de fãs sobre sua carreira e ainda comentou sobre “Someday”, continuação do badalado “Todo dia”, livro que foi adaptado para o cinemas e já está em cartaz no Brasil. Levithan é um dos principais nomes da feira deste sábado, dia 11 de agosto, e depois virá ao Rio de Janeiro para mais duas sessões de autógrafos nos dias 13, no Botafogo Praia Shopping e 14, no Barra Shopping.

“A biblioteca elementar”, de Alberto Mussa
Entrevistas

“A biblioteca elementar”, de Alberto Mussa

Com “A biblioteca elementar”, o carioca Alberto Mussa põe ponto final em seu Compêndio Mítico do Rio de Janeiro, conjunto de cinco romances nos quais investiga, por meio de histórias policiais, a confluência das tradições ameríndias, africanas e do Brasil popular na composição do imaginário e do panorama mitológico da cidade. Nesta entrevista, ele fala sobre como a natureza do Mal e as codificações sexuais, temas centrais em sua obra, ganham ainda mais destaque neste novo livro, entre diversos outros assuntos.

Posts Populares

Este website usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Navegando neste site você consente com a nossa Política de Privacidade.

Leia Mais