Lançamentos

Record lança romance com texto integral de Anne Brontë, a irmã mais nova de Charlotte e Emily

Nenhum Comentário

A senhora de Wildfell Hall é a história da viúva Helen Graham e seu filho Arthur, que, quando se mudam para a mansão quase abandonada de Wildfell Hall, no interior da Inglaterra, passam a conviver com as intrigas da vizinhança, que desconfia de seu passado misterioso. Quem conta a história, por meio de uma longa carta a um cunhado, é o jovem Gilbert Markham, um fazendeiro que se apaixona por Helen e tenta protegê-la das fofocas do vilarejo. O segredo de Helen será revelado na segunda parte do livro, quando ela entrega seu diário a Markham. Helen sofreu nas mãos de um marido alcoólatra, agressivo e infiel. Suas posições contra os casamentos arranjados, seu ímpeto de viver de seu trabalho como pintora, independente da família, e seus questionamentos sobre a forma de criar e educar filhos homens fazem da personagem uma mulher forte, bem à frente de seu tempo.

Helen foi criada por Anne Brontë, filha mais nova da família Brontë, irmã de Emily Brontë, autora de O morro dos ventos uivantes, e de Charlotte Brontë, autora de Jane Eyre – livros clássicos e reeditados até hoje. Numa  Europa conservadora do século XIX, Anne Brontë precisou usar um pseudônimo masculino para que seus livros fossem lançados, assim como suas irmãs. Ao ser acusada de exagerada pela descrição das relações desproporcionais entre homens e mulheres, Anne escreveu um prefácio à segunda edição – incluído neste volume –, no qual defende sua opção por mostrar as piores verdades, sem suavizações ou rodeios, a fim de educar seus leitores e impedir que cometessem os erros de seus personagens.

A senhora de Wildfell Hall, no entanto, foi considerado obscuro até mesmo por suas irmãs, uma vez que propunha temas considerados tabus na época. Acometida pela tuberculose, a autora teve uma vida breve. Antes de falecer, suas últimas palavras, direcionadas à irmã, foram: “Coragem, Charlotte.”

“Esta tradução usa o texto integral de A senhora de Wildfell Hall e procura manter toda a complexidade e a ousadia desse romance corajoso no qual Anne Brontë mostrou toda a sua força literária”, escreve a tradutora e escritora Julia Romeu, no prefácio a esta edição.

Leia aqui o texto da tradutora e aqui o prefácio escrito por Anne Brontë e adicionado à segunda edição do livro.

Comentários
Posts Populares

Este website usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Navegando neste site você consente com a nossa Política de Privacidade.

Leia Mais