Dica de leitura

Livros que toda criança deveria ler

Nenhum Comentário

Ampliar o conhecimento e estimular o pensamento crítico são ótimos presentes para dar a uma criança neste 12 de outubro. E a literatura pode ajudar nesta missão. Dos fatos históricos às histórias de ficção, o livro esconde uma viagem fantástica capaz de ensinar e entreter. Inspirada no lançamento de “50 brasileiras incríveis para conhecer antes de crescer” – obra de Débora Thomé que reúne a biografia de grandes mulheres que fazem parte da história do país, desenhadas por 16 ilustradoras – selecionei quatro livros que toda criança deveria ler (sem moderação).

9788501109675.O diário de Anne Frank em quadrinhos

A versão em HQ deste clássico da literatura é uma tentativa de fazer com que a história tocante de Anne Frank alcance um público mais jovem. De forma lúdica, Ari Folman, responsável pela adaptação do texto, e o ilustrador David Polonsky, contribuem para que a trajetória da menina judia que passou anos escondida em um sótão continue se perpetuando.

Sinopse: O diário de Anne Frank foi publicado pela primeira vez em 1947 e faz parte do cânone literário do Holocausto. E agora, pela primeira vez, vem à luz esta edição em quadrinhos. O roteirista e diretor cinematográfico Ari Folman e o ilustrador David Polonsky demonstram com essa adaptação a dimensão e a genialidade literárias da jovem autora. Eles tornam visual o contemporâneo documento histórico de Anne Frank e traduzem o contexto da época no qual foi escrito. Baseada na edição definitiva do diário, autorizada por Otto Frank, pai de Anne – um dos livros mais vendidos do mundo, publicado no Brasil pela Editora Record –, esta versão em quadrinhos torna tangível o destino dos oito habitantes do Anexo durante seus dias no esconderijo.

9788501110091.Um dia embaraçado

A série “Era outra vez” modifica alguns dos famosos contos de fadas. Isso porque os irmãos Abby e Jonah são constantemente sugados para estas histórias e acabam influenciando nos rumos que elas tomam. Com doses de empoderamento,  a autora Sarah Mlynowski mostra que há outros finais felizes possíveis para as princesas.

Sinopse: Mais uma vez, Abby e Jonah invadem um tradicional conto de fadas e fazem a maior confusão. Depois das histórias da Branca de Neve, da Cinderela e da Pequena Sereia, os irmãos acabam encontrando Rapunzel e não resistem: sobem pelas famosas tranças. Agora seus cachos macios parecem ter sido atacados por um ralador de queijo. Talvez uma aparadinha ajude… Ops. O cabelo da Rapunzel ficou curto demais, e os irmãos estão presos na torre! Se não desfizerem logo os nós dessa história enrolada, Jonah e Abby podem ficar presos nessa bagunça para sempre!

9788576865360Desventuras de um garoto nada comum

Max é o novato do colégio, ama quadrinhos e sonha em ser um super-herói.  A série é de Rachel Reneé Russel, mesma autora de “O diário de uma garota nada popular”, que já vendeu mais de um milhão de exemplares no Brasil. “Desventuras de um garoto nada comum” ensina sobre bullying, mostra como é lidar com a ida para uma nova escola e, principalmente, prova que para ser um herói não é preciso ter superpoderes.

Sinopse: Max Crumbly está prestes a entrar no lugar mais assustador que ele já conheceu: o Colégio South Ridge. Tem muita coisa legal na escola nova, mas também tem um grande problema: Doug, o valentão local, que tem como passatempo favorito trancar Max dentro do armário. Se ao menos Max pudesse ser como os super-heróis de seus quadrinhos preferidos… Só que, infelizmente, sua habilidade quase sobre-humana de sentir cheiro de pizza a um quarteirão de distância não vai exatamente salvar vidas ou derrotar algum vilão. Mas isso não significa que Max não vai dar tudo de si para ser o herói de que a escola precisa!

9788501111890.50 brasileiras incríveis para conhecer antes de crescer

Sinopse: Débora Thomé, jornalista, cientista política e criadora do bloco de carnaval “Mulheres Rodadas”, é a autora dessa obra que reúne a biografia de grandes mulheres brasileiras e conta também com ilustrações belíssimas feitas por artistas mulheres. Com uma história cheia de aventuras e desafios, neste livro não faltam mulheres fortes, fabulosas e fantásticas para inspirar meninas e meninos a não desistirem de seus sonhos, independente das dificuldades. Leila queria ser livre e ponto. Maria Rita andava com uma rolha pendurada no pescoço – não a deixavam falar o que pensava. Na primeira metade do século XIX, Liberata apelou pela própria liberdade. Lota morreu de amor. E Aracy virou anjo. Incríveis, revolucionárias, livres. Mulheres que mudaram o mundo com histórias para ler antes de crescer, de dormir e de sonhar.

Comentários
Posts Populares

Este website usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Navegando neste site você consente com a nossa Política de Privacidade.

Leia Mais