Quentinho da gráfica

Uma semana embalada por grandes autores

Nenhum Comentário

9788501110312.Mary Barton | Elizabeth Gaskell | Record

Elizabeth Gaskell escreveu este romance em meio à crescente Revolução Industrial, ocorrida no século XIX, e às lutas trabalhistas por mais direitos. Apesar de sua origem burguesa e embora ela não tivesse a intenção de apoiar diretamente a revolução, o livro chegou a ser considerado subversivo devido à sensibilidade com que lida com a causa trabalhista. Além disso, sua protagonista ganha status de heroína, papel que em geral não cabia às mocinhas da época. A trama se desenvolve em torno de John Barton, operário que cria sozinho sua filha, Mary, e leva uma vida difícil com o pouco que ganha. A moça logo começa a trabalhar como costureira, para ajudar seu velho pai nas despesas. Inesperadamente, porém, Mary Barton se ilude com as propostas de Henry Carson, filho do dono da fábrica em que seu pai trabalha, apesar de seu coração bater mais forte por Jem, um jovem amigo da família e operário como seu pai. Assim se forma o triângulo amoroso que permeia a trama. Enquanto isso, a situação social na cidade de Manchester se agrava e, entre a falta de emprego e os salários miseráveis oferecidos, os trabalhadores escolhem negociar e protestar. Gaskell nos apresenta um final surpreendente, tanto para o embate social quanto para o desfecho amoroso.

Última hora | José Almeida Júnior | Record9788501111708.

Última Hora é um romance histórico que nos leva ao Brasil do início da década de 1950, visto por dentro da rotina, tramas e intrigas do jornal Última Hora. Criado pelo presidente Getúlio Vargas em plena turbulência política, a publicação tem como editor-chefe Samuel Wainer, aqui retratado em detalhes. Foi Wainer quem deu nome à famosa coluna A vida como ela é…, de Nelson Rodrigues, também convidado para formar o elenco dos colaboradores. O jornal enfrenta opositores como Carlos Lacerda, que também se opunha ao governo Vargas, mas este não é o único problema de Marcos, o protagonista. Jornalista torturado na ditadura Vargas, ao ser convidado por Samuel Wainer, Marcos primeiramente se recusa, mas acaba aceitando fazer parte da redação. Tendo que lidar com as exigências da militância e com dificuldades financeiras, o caminho tortuoso deste personagem é o pêndulo ideológico e moral que não o afronta apenas na redação, mas também em seu relacionamento familiar. O romance é lapidar em nos lembrar a história do país sem expor qualquer ranço da pesquisa histórica que lhe serviu de base. O resultado é um bordado que camufla o cerzido e deixa ver apenas o que interessa: a boa literatura.

9788501111692.O abridor de letras | João Meirelles Filho| Record

Vencedor do Prêmio SESC de Literatura, “O abridor de letras” reúne contos que se passam na Região Norte do país. Escritor e ativista ambiental, João Meirelles Filho explora o universo da Amazônia Oriental, do Pará, do Maranhão e de Belém, onde vive há 13 anos . A clareza de linguagem de O abridor de letras é a primeira coisa a chamar a atenção. Algo que, quando se encontra no Brasil, é logo temperado com algum grau de Barroco. Ainda que essas histórias não estejam distantes totalmente disso, seja pelo estilo, seja pela temática – a exuberância da natureza e das relações, por exemplo –, é o domínio da linguagem e a consciência que só há no autêntico escritor que não permitem os excessos tão comuns nos paraísos tropicais.9788501109200.

O homem que abalou a república| Cássio Bruno| Record

O personagem que se encontra nas páginas de Roberto Jefferson: o homem que abalou a República é mais rico e complexo do que tudo o que a imprensa conseguiu contar até aqui. A Cássio Bruno não escaparam as situações mais pessoais, como a série de cartas escritas na prisão ou os bastidores do acidente que fizeram com que o político se apresentasse com um olho roxo na sessão pública que decidiu o seu destino na Câmara. Mas o melhor do livro é dar ordem às coisas, permitindo que entendamos a escalada de acontecimentos que levou Roberto Jefferson a puxar o pino da granada.

9788520013502.Mães arrependidas|Orna Donath| Civilização Brasileira

A tese de Donath é de que a pressão social sobre a maternidade é muito grande – ao contrário do que indica o senso comum, as mulheres não são livres para decidir se querem ou não ter filhos –, e o resultado pode ser o arrependimento. Isso nada tem a ver com o amor dessas mães pelos seus filhos, mas sim com a frustração em relação às expectativas em torno da maternidade.

Embora muitas pessoas sintam incômodo em relação ao tema, este livro busca discuti-lo de forma franca, sem rótulos ou preconceito. Um estudo que visa a tratar de um tabu muito pouco debatido, mas que precisa ser abordado para que a maternidade possa ser vivida de maneira plena e como deve ser experimentada: com prazer, dúvidas, alegrias, medo e sem o romantismo que desperta em muitas mulheres o sentimento de não se encaixarem no papel de perfeição que caberia a elas.

A identidade envergonhada| Alain Finkielkraut| Difel9788574321356.

O filósofo Alain Finkielkraut nos mostra em A identidade envergonhada seu já conhecido desconforto com a sociedade atual. Neste livro, sujeito a polêmicas e controvérsias, são abordadas questões como identidade nacional, imigração, secularismo, falhas no sistema educacional, desigualdades sociais, o politicamente correto e o crescimento do populismo — tudo com a paixão e a erudição características do autor, um dos filósofos mais populares da Europa e membro da Academia Francesa de Letras.

9788576866220.Alma (Vol. 3 Trinity) | Audrey Carlan | Verus

Gillian Calahan perdeutudo: seu grande amor, sua liberdade – talvez até perca a sua vida; Agora ela está em poder de um psicopata que é obcecado por ela e está determinado a obter seu coração. Giulian sabe que Chase está procurando por ela desesperadamente e que a polícia vai fazer o que for preciso para resgatá-la. Ms será que eles vão conseguir vencer a corrida contra o tempo e tirá-la das garras desse assassino cruel? E até onde esse assediador está disposto a ir para provar que não está de brincadeira?9788576865681.

À sombra de Romeu e Julieta | Melinda Taub | Verus

Descubra o que aconteceu após a morte trágica de Romeu e Julieta, conforme figuras misteriosas em Verona se revelam determinadas a reacender o conflito entre os Montecchio e os Capuleto.  Apesar da paz estabelecida após a tragédia, a antiga rixa entre as famílias se recusa a morrer: quinze dias depois, membros das duas casas estão mais uma vez brigando nas ruas. Ao se deparar novamente com o ódio entre os dois clãs, o príncipe Escalo conclui que a única maneira de selar a paz é casar um Montecchio com um Capuleto. Mas Benvólio e Rosalina, o casal escolhido, não estão interessados em matrimônio. Ao contrário de seus falecidos primos, não há amor entre os dois, então eles encontram um objetivo em comum: resolver o conflito entre as famílias de maneira que não termine com ambos no altar. Mas, assim como Romeu e Julieta antes deles, Rosalina, Benvólio e o príncipe Escalo estão prestes a descobrir que o caminho para a paz é tortuoso — e que em Verona o verdadeiro amor se encontra nos lugares mais inesperados. Além de uma história eletrizante, repleta de reuniões clandestinas, encontros românticos e duelos pela honra da família, À sombra de Romeu e Julieta é também uma homenagem a Shakespeare, que vai encantar e prender os leitores até o fim.

9788528622508.Muito além do inverno | Isabel Allende | Bertrand Brasil,

Tudo começa com um leve acidente de trânsito — que se transforma no catalisador de uma inesperada e tocante história de amor entre duas pessoas que acreditavam estar no inverno de sua vida. Em meio a uma nevasca no Brooklyn, aos 60 anos, Richard Bowmaster, um professor universitário, bate na traseira do carro de Evelyn Ortega, uma jovem imigrante ilegal da Guatemala. O que a princípio parecia apenas um pequeno incidente toma um rumo imprevisto e muito mais sério quando Evelyn aparece na casa do professor em busca de ajuda. Confuso com a situação e sem entender o espanhol falado pela jovem, ele pede ajuda a sua inquilina, Lucía Maraz, uma chilena de 62 anos, que está passando uma temporada nos Estados Unidos como palestrante na mesma universidade em que Richard dá aula. Juntas, essas pessoas tão diferentes embarcam em uma dramática e incrível aventura, que vai do Brooklyn do presente à Guatemela de um passado recente, do Chile dos anos 1970 ao Brasil dos anos 1980, e na qual descobrem sua força interior. Para Lucía e Richard, além de tudo, significa uma nova chance para o amor.

Não basta dizer não | Naomi Klein | Bertrand Brasil9788528622737.

A tomada da Casa Branca por Donald Trump é um agravamento perigoso em um mundo de crises encadeadas. Sua agenda imprudente acarretará ondas de desastres e choques para a economia, a segurança nacional e o meio ambiente. A renomada jornalista, ativista e autora best-seller Naomi Klein passou duas décadas estudando choques políticos, mudança climática e a “tirania das marcas”. Dessa perspectiva singular, ela argumenta que Trump não é uma aberração, mas a extensão lógica das piores e mais perigosas tendências dos últimos cinquenta anos. Não basta, ela nos diz, meramente resistir, dizer “não”. Nosso momento histórico exige mais: um “sim” inspirador, digno de confiança, um guia para reivindicar o território populista daqueles que buscam nos dividir.

Comentários
Posts Populares

Este website usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Navegando neste site você consente com a nossa Política de Privacidade.

Leia Mais