Notícias

Livros da Civilização Brasileira e da Record estão entre os vencedores do Prêmio Literário Biblioteca Nacional

Nenhum Comentário

O livro de contos “Ferrugem” (Record), do jornalista e escritor Marcelo Moutinho,  e o ensaio “Intelectuais mediadores” (Civilização Brasileira), organizado pelas historiadoras Angela de Castro Gomes e Patricia Santos  Hansen, estão entre os vencedores do Prêmio Literário Biblioteca Nacional. O resultado foi anunciado na última segunda, 27.

“Ferrugem” levou o Prêmio Clarice Lispector e “Intelectuais Mediadores” ganhou o Prêmio Sérgio Buarque de Holanda. Ambos no valor de R$ 30 mil. Os contos de “Ferrugem”  abordam a paisagem humana, os grandes dramas corriqueiros, a vida que passa. Desfilam personagens ímpares, insuspeitas, inesquecíveis, ainda que aparentemente comuns: a moça soropositiva, caixa de supermercado, que reencontra o antigo namorado; a cobradora de ônibus que dá conselhos amorosos a um passageiro; o cantor de boate que imita Roberto Carlos.

“Intelectuais Mediadores” reúne uma coletânea de 14 artigos que propõem uma nova acepção do termo “intelectual”. O livro enfoca as relações entre intelectuais e mediação cultural, contribuindo para expandir os limites que costumam circunscrever as reflexões sobre a categoria intelectual. Além disso, ajuda a desenvolver e testar as potencialidades das categorias de intelectual mediador e de mediação cultural para a historiografia.

Comentários
Posts Populares

Este website usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Navegando neste site você consente com a nossa Política de Privacidade.

Leia Mais