Vídeos

Em edição do TEDx Talks, escritor Jacques Fux conta como passou da engenharia à ficção

Nenhum Comentário

 Jacques Fux desde criança tinha duas certezas: queria criar a máquina do tempo e ganhar o prêmio Nobel. Sua inspiração era ninguém menos que Albert Einsten. Durante participação no  TEDx Talks,  realizado na Universidade Federal de Ouro Preto, em Minas Gerais, ele mostrou como conseguiu alcançar seus objetivos unindo sua paixão pela literatura e pela matemática.

Na apresentação, o escritor comentou a influência de autores, como Jorge Luis Borges e Georges Perec, e contou sobre “Nobel”, seu livro mais recente, publicado pela Editora José Olympio em março. Na obra, Fux questiona, com humor, o meio literário, e defende a criação e a loucura literária. “É na literatura que a gente consegue viajar no tempo”, declarou.

Veja o vídeo aqui.

Sobre o autor

Jacques Fux venceu o Prêmio São Paulo de Literatura de 2013 com o livro “Antiterapias”. É doutor e pós-doutor em Literatura Comparada e um matemático apaixonado. Além de “Nobel”, é autor de “Literatura e Matemática: Jorge Luis Borges, Georges Perec e o Oulipo” (Prêmio Capes de Melhor Tese do Brasil de Letras/Linguística),  “Brochadas: confissões sexuais de um jovem escritor” e “Meshugá: um romance sobre a loucura”. Foi pesquisador visitante na Universidade de Harvard e escritor residente na Ledig House, em Nova York.

Comentários
Posts Populares

Este website usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Navegando neste site você consente com a nossa Política de Privacidade.

Leia Mais