Dica de leitura

Copa no Grupo Editorial Record: Brasil x México

Nenhum Comentário

Nesta segunda, dia 2, é dia de oitavas de final na Copa do Mundo, e o Brasil encara o time do México. O jogo começa às 11h, então dá tempo de correr para os livros depois do apito final.

No lado do Brasil, escalamos um time de peso com “50 brasileiras incríveis para conhecer antes de crescer”, da Galera. O livro de Debora Thomé apresenta as histórias de vida de mulheres que mudaram a história do país, de jogadora de futebol a cantora, de escritora a advogada, de militante a arquiteta, de revolucionária a astrônoma. Para revelar as curiosidades sobre essas extraordinárias mulheres que muitas vezes ficaram de lado nas narrativas oficiais, um time totalmente feminino foi montado: da autora à editora, passando pelas diversas ilustradoras que ajudaram a colocar as personagens em imagens.

Já que o assunto são as mulheres fortes, o livro representante do México também não fica atrás. “O diário de Frida Khalo” é, como informa seu subtítulo, “um autorretrato íntimo” da artista mexicana, que ficou famosa por uma arte na qual retratou todo seu sofrimento e seu desejo de liberdade. A edição da José Olympio traz apresentação do crítico de arte Frederico de Moraes e reúne desenhos coloridos, pensamentos e confissões.

Saiba mais sobre os livros a seguir:

Capa 50 Mulheres Brasileiras para conheci MF .indd50 BRASILEIRAS INCRÍVEIS PARA CONHECER ANTES DE CRESCER | Débora Thomé | Galera

Débora Thomé, jornalista, cientista política e criadora do bloco de carnaval “Mulheres Rodadas”, é a autora dessa obra que reúne a biografia de grandes mulheres brasileiras e conta também com ilustrações belíssimas feitas também por artistas mulheres. No livro não faltam mulheres fortes, fabulosas e fantásticas para inspirar meninas e meninos a não desistirem de seus sonhos. Leila queria ser livre e ponto. Maria Rita andava com uma rolha pendurada no pescoço – não a deixavam falar o que pensava. Na primeira metade do século XIX, Liberata apelou pela própria liberdade. Lota morreu de amor. E Aracy virou anjo. Incríveis, revolucionárias, livres. Mulheres que mudaram o mundo com histórias para ler antes de crescer, de dormir e de sonhar.

9788503011693O DIÁRIO DE FRIDA KHALO | Frida Khalo | José Olympio

Reprodução fiel do seu caderno de anotações pessoais, escrito e ilustrado entre os anos de 1944 e 1954, “O diário de Frida Khalo” traz as páginas nas quais a artista documentou, em palavras e pinceladas, o seu processo criativo, a sua luta política, as reflexões de sua vida trágica e o seu amor pelo muralista Diego Rivera, com quem se casou. Por revelar muito do espírito e do sofrimento da pintora, a obra ajuda a decifrar também os enigmas de sua arte. Frida Kahlo nasceu em 1907, em Coyoacán, nos arredores da Cidade do México. Aos seis anos, contraiu poliomielite, o que deixou sua perna direita atrofiada. Aos 18, sofreu um grave acidente no trânsito: o ônibus no qual estava chocou-se com um bonde e o corrimão de um dos veículos perfurou suas costas. Frida ficou por muitos meses entre a vida e a morte. Durante a longa convalescença, Frida começou a pintar, usando a caixa de tintas de seu pai e um cavalete adaptado à cama.

Comentários
Posts Populares

Este website usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Navegando neste site você consente com a nossa Política de Privacidade.

Leia Mais