Notícias

Cinco livros do Grupo Editorial Record estão entre os finalistas do Jabuti

Nenhum Comentário

 Um dos prêmios literários mais tradicionais do país, o Jabuti anunciou nesta quinta, 4, os finalistas de sua 60ª edição. O Grupo Editorial Record concorre em quatro das sete categorias do eixo Literatura e ainda no eixo Ensaios, com a biografia de Hebe Camargo.

Na categoria romance, o escritor potiguar radicado em Brasília José Almeida Júnior é um dos finalistas com o livro “Última hora” (Record). Em 2017 a obra foi vencedora do Prêmio Sesc, e também está na disputa do Prêmio São Paulo de Literatura deste ano.

O escritor gaúcho Fabricio Carpinejar pode levar na categoria crônica com o livro “Amizade é também amor”, da Bertrand Brasil. Quem também está nesta disputa é o historiador carioca Luiz Antonio Simas com “Coisas nossas”, da José Olympio.

Ainda no eixo Literatura, o grupo está entre os finalistas da categoria infanto-juvenil com o livro “50 brasileiras incríveis para conhecer antes de crescer” (Galera Record) , da jornalista Débora Thomé. Entre os selecionados no eixo ensaio está “Hebe: a biografia” (BestSeller), do jornalista Artur Xexéo.

Os vencedores serão anunciados no dia 8 de novembro. Além dos ganhadores de cada categoria (são 18 dentro dos eixos Literatura, Ensaios, Livro e Inovação),  que levam R$ 5 mil, haverá ainda o prêmio de Livro do Ano, que vale R$ 100 mil e será escolhido entre os vencedores dos eixos Ensaios e Literatura.

Eixo Literatura:

Romance:

ÚLTIMA HORA| José de Almeida Junior|RecordCapa Ultima Hora V4 MF

Última Hora” é um romance histórico que nos leva ao Brasil do início da década de 1950, visto por dentro da rotina, tramas e intrigas do jornal Última Hora. Criado pelo presidente Getúlio Vargas em plena turbulência política, a publicação tem como editor-chefe Samuel Wainer, aqui retratado em detalhes. Foi Wainer quem deu nome à famosa coluna A vida como ela é…, de Nelson Rodrigues, também convidado para formar o elenco dos colaboradores. O jornal enfrenta opositores como Carlos Lacerda, que também se opunha ao governo Vargas, mas este não é o único problema de Marcos, o protagonista. Jornalista torturado na ditadura Vargas, ao ser convidado por Samuel Wainer, Marcos primeiramente se recusa, mas acaba aceitando fazer parte da redação. Tendo que lidar com as exigências da militância e com dificuldades financeiras, o caminho tortuoso deste personagem é o pêndulo ideológico e moral que não o afronta apenas na redação, mas também em seu relacionamento familiar. O romance é lapidar em nos lembrar a história do país sem expor qualquer ranço da pesquisa histórica que lhe serviu de base. O resultado é um bordado que camufla o cerzido e deixa ver apenas o que interessa: a boa literatura.

Crônicas:

AMIZADE É TAMBÉM AMOR| Fabricio Carpinejar|Bertrand BrasilCapa Amizade também é amor V2 DS

Em seu novo livro de crônicas, Carpinejar não fala de amor, mas de amizade. São 122 textos ao longo de mais de 200 páginas que combinam reflexões de companheirismo e humor do cotidiano com lembranças da infância e um ou outro conselho sobre convivência. “Os amigos são para toda a vida, ainda que não estejam conosco a vida inteira. Amigo é destino, amigo é vocação”, escreve.

 

 

 

Coisas nossasCOISAS NOSSAS| Luiz Antonio Simas |José Olympio

O livro é uma reunião de crônicas que celebra a cultura de rua do Rio de Janeiro, em especial da Zona Norte e do subúrbio. Segundo o autor, “os textos são uma espécie de roteiro sentimental de uma cidade que talvez nunca tenha existido, mas que certamente vive em mim”. Simas faz de seus textos uma conversa com o leitor, mostrando as trajetórias de gente comum. Em curtas narrativas focadas nos personagens, transita por uma espiral de causos curiosos que envolvem desde Gerson, um dos maiores pipeiros, ao nada comum funcionário exemplar de Dom João.

 

Infanto-juvenil:

50 BRASILEIRAS PARA CONHECER ANTES DE CRESCER|Débora Thomé| Galera50 brasileiras incríveis

Débora Thomé, jornalista, cientista política e criadora do bloco de carnaval “Mulheres Rodadas”, é a autora dessa obra que reúne a biografia de grandes mulheres brasileiras e conta também com ilustrações belíssimas feitas também por artistas mulheres. No livro não faltam mulheres fortes, fabulosas e fantásticas para inspirar meninas e meninos a não desistirem de seus sonhos. Leila queria ser livre e ponto. Maria Rita andava com uma rolha pendurada no pescoço – não a deixavam falar o que pensava. Na primeira metade do século XIX, Liberata apelou pela própria liberdade. Lota morreu de amor. E Aracy virou anjo. Incríveis, revolucionárias, livres. Mulheres que mudaram o mundo com histórias para ler antes de crescer, de dormir e de sonhar.

Eixo Ensaio:

Biografia

capa+lombada-hebeHEBE: A BIOGRAFIA| Artur Xexéo|BestSeller

Hebe Camargo é um dos grandes nomes da história da televisão brasileira. A estrela, que começou sua carreira cantando no rádio, foi convidada para a primeira transmissão ao vivo da televisão brasileira e nela ficou até sua ultima gravação, em 2012, sendo conhecida por sua irreverência e autenticidade. Nesta biografia, o jornalista Artur Xexéo refaz a trajetória  da apresentadora por meio do relato de artistas, amigos e familiares.

Comentários
Posts Populares

Este website usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Navegando neste site você consente com a nossa Política de Privacidade.

Leia Mais