Notícias

Asiáticos podres de ricos nos cinemas

Nenhum Comentário

Best-seller internacional e traduzido para mais de 12 línguas, Asiáticos podres de ricos, de Kevin Kwan, chega aos cinemas brasileiros nesta quinta, 25 de outubro, após uma repercussão sem precedentes no mercado americano. Com muito humor e sarcasmo, Kwan traça um panorama da alta sociedade chinesa, descreve luxos inimagináveis, alfineta comportamentos opulentos e mostra as muitas vezes insanas disputas entre as famílias tradicionais e os “novos ricos”. O livro volta às prateleiras com nova capa neste fim de outubro. Já o filme, que tem elenco completamente asiático, com nomes como Constance Wu e Ken Jeong, mostrou ao mundo elementos de uma cultura muitas vezes desconhecida do Ocidente.

Capa do filme Asiaticos podres de ricos MFNa trama, Rachel Chu e Nicholas Young namoram há dois anos e estão muito apaixonados e felizes. Professores universitários, moram em Nova York e têm uma vida normal, de classe média, de acordo com seus empregos. Quando o casamento do melhor amigo de Nicholas se aproxima, ele convida a namorada para ir a Cingapura acompanhá-lo na festa, conhecer sua família e sua terra natal, e passar o verão viajando com ele.

Parecia um plano normal, mas Nicholas se esqueceu de mencionar alguns detalhes importantes, como o fato de ser herdeiro de uma das famílias mais milionárias e tradicionais de Cingapura, e de o casamento do amigo ser o evento mais importante do ano, com cobertura massiva da imprensa e presença de celebridades e políticos.

Mergulhada num universo que não fazia nem ideia de que existia, Rachel se vê envolvida em tramoias e fofocas. A família de Nick não pretende aceitá-la facilmente e, para completar, há uma lista de jovens mulheres que fariam tudo para conquistar um dos últimos bons partidos solteiros do país. Ao narrar a trajetória de Rachel descobrindo esse modo de vida, Kwan faz um passeio pelos cenários mais exclusivos do Extremo Oriente – das luxuosas coberturas de Xangai às ilhas particulares do mar da China Meridional –, numa visão do jet set oriental por dentro, já que o próprio autor cresceu em Cingapura numa família abastada.

Além do enredo do casal principal, o autor constrói tramas paralelas interessantes com os diversos tipos que formam a gigantesca família de Nick – há, inclusive, uma árvore genealógica no começo da edição para facilitar a vida do leitor.  Cada capítulo é focado em um ou em um grupo de personagens e, passeando assim entre os diversos núcleos, Kwan vai além de fazer rir com seu olhar satírico, e revela interessantes detalhes sobre a cultura asiática. Os assuntos vão de moda a gastronomia, passando por conflitos geracionais, relacionamentos e como eles são afetados pelas demandas de dinheiro e status. Tudo diante de cenários muito impressionantes, que o autor descreve com habilidade. Kwan ainda usa notas de rodapé para explicar gírias e comportamentos típicos da sociedade cingapuriana.

Em fevereiro, a Record lança “Namorada podre de rica”, segundo livro da série.

 

Comentários
Posts Populares

Este website usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Navegando neste site você consente com a nossa Política de Privacidade.

Leia Mais