Notícias

Acorde cedo pelo seu primeiro milhão

Nenhum Comentário

 Em suas requisitadas palestras, o autor Hal Elrod relembra sua história de superação. Depois de ser atingido por um motorista bêbado, Hal ficou entre a vida e a morte. Colocando em prática a técnica dos cinco minutos que aprendera em treinamentos de venda, decidiu que tinha este preciso tempo para ficar com raiva, xingar e praguejar e depois deveria superar a situação adversa, pois não poderia voltar no tempo e evitar o grave atropelamento. Se os médicos consideravam que ele dificilmente voltaria a andar, cabia a ele aceitar e tentar ser o cadeirante mais feliz do mundo. Hal atribui a essa leveza e desprendimento sua recuperação e cura em tempo recorde. A partir de sua recuperação, o antigo vendedor incluiu em sua rotina ao acordar seis práticas que servem de base para o método descrito no best-seller ‘O milagre da manhã’, lançado pela editora BestSeller.

Somente no Brasil, o livro já superou a marca das 500 mil cópias, sagrando-se o segundo livro mais vendido em 2018. Cultuado por empreendedores e influenciadores digitais, Hal Elrod vem a São Paulo no dia 31 de março para O milagre da manhã para se tornar um milionário. Neste quarto livro da série, Hal se junta ao corretor David Osborn, dono de um império no ramo imobiliário, para apontar a conexão inegável entre as manhãs e a riqueza e mostram o que é preciso fazer para alcançar o sucesso financeiro. Entre as seis práticas, a das afirmações talvez seja a mais relevante para aqueles que querem enriquecer. Longe do que mantras do guru, Hal encara as afirmações como lembretes que nos ajudam a manter o foco naquilo que realmente importa em sua estratégia.

O novo livro da série oferece ferramentas e estratégias capazes de ajudar a enriquecer. Os autores defendem que o ponto de partida nessa jornada é a escolha consciente. Erold explica que a tendência do ser humano é passar tempo demais pensando em soluções para chegar aos resultados desejados quando deveriam investir mais tempo agindo para alcançar o objetivo. E, nesse contexto, o autor diferencia o “querer”, diretamente relacionado com o resultado, ou seja, se preparar sem qualquer mira e, definitivamente, sem atirar. E o “escolher”, relacionado a decidir, planejar e, de fato, agir.

 

 

Comentários
Posts Populares

Este website usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Navegando neste site você consente com a nossa Política de Privacidade.

Leia Mais