Notícias

“Superação – o milagre da fé” nos cinemas e nas livrarias

Nenhum Comentário

Uma hora. Esse foi o tempo que o coração de John Smith ficou sem bater.  Adotado na Guatemala já que seus pais não conseguiam engravidar, o menino caiu num lago congelado enquanto brincava com os amigos do time de basquete. Por mais de quinze minutos John ficou submerso na água gélida até conseguir ser resgatado, já sem batimentos cardíacos. Um caso impossível para os médicos, mas não para Deus.

Cristã, Joyce Smith, mãe de John e também narradora do livro, fez a única coisa que poderia; orou. O milagre de John começou ainda no resgate, quando o bombeiro Tommy Shine decidiu sair totalmente do perímetro de busca. Foi assim que ele conseguiu encontrar o corpo do menino. No hospital, mesmo após vinte minutos de tentativas de reanimação cardiopulmonar, o médico do caso, doutor Sutterer estava apenas esperando a chegada de Joyce para declarar a morte de John. Ele e sua equipe viram o menino, outrora considerado morto, recuperar os batimentos cardíacos após um momento de oração no quarto.

“Meu coração batia violentamente no peito e os joelhos começaram a fraquejar. Desabei em uma cadeira, abrindo e fechando os punhos sem parar de orar. Senhor, por favor. Por favor, não leve meu filho.” Relata Joyce à Ginger Kolbaba, coautora do livro.

Mesmo após voltar a vida, o prognóstico de John não era animador e os médicos alertaram para que o menino pudesse ter sérias sequelas ou até permanecesse em estado vegetativo. Era o momento de intensificar as orações. Além dos pais de John, pastores se revezavam no hospital para orarem por sua recuperação. E contrariando todas as opiniões, John ficou curado. Sem nenhuma sequela.

“O que muitos de nós não entendemos é que, quando oramos, entramos em um campo de batalha espiritual. Jesus não estava nos dizendo simplesmente para orar uma  vez que Ele então responderia. Estava dizendo: Peça — e continue pedindo; busque — e continue buscando; bata — e continue batendo. É um trabalho A noite mais longa árduo e exaustivo. Mas enquanto estamos pedindo e buscando e batendo, Ele vai nos mandando respostas. Eu os chamo de minimilagres. Muitas vezes nem percebemos porque ficamos esperando as grandes respostas às orações. Se realmente quisermos ver Deus em ação, precisamos perceber até as menores respostas.”.

Anos depois, John se lembra de poucos detalhes do dia do acidente. Mas agora sua história está pronta para alcançar um público ainda maior. “Superação – o milagre da fé” já está disponível nas livrarias e o filme estreia nesta quinta-feira (11). O longa é protagonizado por Chrizzy Metz (Joyce Smith) e Marcel Ruiz (John Smith).

Comentários
Posts Populares

Este website usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Navegando neste site você consente com a nossa Política de Privacidade.

Leia Mais