“Uma fuga perfeita é sem volta”, de Marcia Tiburi
Entrevistas

“Uma fuga perfeita é sem volta”, de Marcia Tiburi

Marcia Tiburi narra a história de Klaus, um brasileiro que vive em Berlim em profunda solidão até descobrir, por um telefonema, que o pai está morto. O fato desencadeia um vórtice de recordações, angústias, descobertas e acerto de contas. Nesta entrevista, a autora fala sobre como o romance se aproxima de questões contemporâneas como a comunicação na era da incomunicabilidade, as relações de amizade na era da falsidade e do interesse, a fé na era da mercadoria, entre outras reflexões.

Lançamentos da semana (05/09)
Lançamentos

Lançamentos da semana (05/09)

Nesta semana, grandes livros escritos por mulheres: em “Sou dessas”, a cantora Valesca fala sobre carreira, liberdade sexual e feminismo, entre outros assuntos. O feminismo também está na trama de “Boa noite”, primeiro romance da booktuber Pam Gonçalves, sobre uma menina que se vê no meio de diversos casos de assédio e abuso sexual. Já Debora Diniz faz em “Zika” um apanhado abrangente sobre a epidemia no Brasil, com base em muitos dados e pesquisas mas também com histórias de médicos e mulheres afetadas.

Agenda (04/09)
Agenda

Agenda (04/09)

Lançamento de “O diário secreto”, de Gustavo Stockler, em Recife, Zack Magiezi em Minas Gerais e Carlos Henrique Schroeder em Araranguá e Laguna. Esses são os eventos desta semana do Grupo Editorial Record; confira aqui as informações completas dos próximos dias!

Grandes autores brasileiros na fornada da semana
Quentinho da gráfica

Grandes autores brasileiros na fornada da semana

Em breve nas prateleiras das livrarias, dois livros de grandes nomes da literatura brasileira saíram de nossa gráfica esta semana: “O filho de Machado de Assis”, romance inédito de Luiz Vilela; e “Carteiro imaterial”, conjunto de ensaios de Marco Lucchesi. Outro destaque é “Suzy e as águas-vivas”, infantojuvenil que foi finalista do National Book Award de 2015. A fornada teve ainda mais um thriller do celebrado Jo Nesbø e um abrangente apanhado sobre a história da civilização ocidental.

“Confissões de um amigo imaginário”, de Michelle Cuevas
Lançamentos

“Confissões de um amigo imaginário”, de Michelle Cuevas

Considerado pela Time Magazine um dos 10 melhores livros para crianças de 2015, “Confissões de um amigo imaginário” narra a história de Jacques, um menino que se sente ignorado por todo mundo até descobrir que, na verdade, ele é imaginário. Lançamento da Galera Junior, a obra de Michelle Cuevas fala de forma lúdica sobre amizade, amor e perda.

Autor de “A clínica”, Vicente Vilardaga fala sobre o conceito de “jornalismo de terror”
Entrevistas

Autor de “A clínica”, Vicente Vilardaga fala sobre o conceito de “jornalismo de terror”

Vicente Vilardaga tem se dedicado a contar histórias de personagens tenebrosos. Além de “A clínica: a farsa e os crimes de Roger Abdelmassih” (Record), é também de sua autoria “À queima roupa, o caso Pimenta Neves”, que foi finalista do Prêmio Jabuti. Na entrevista a seguir, o jornalista fala sobre as especificidades da narrativa de livros deste perfil, à qual ele deu o nome de “jornalismo de terror”.

Agenda da semana (28/08)
Agenda

Agenda da semana (28/08)

Audrey Carlan, autora de “A garota do calendário”, e a irlandesa Marian Keyes são destaque na agenda da semana. Eduardo Spohr no Litercultura, lançamentos de “Zika”, de Debora Diniz, e “A imaginação totalitária”, de Francisco Razzo, também estão entre os próximos eventos do Grupo Editorial Record. Confira aqui a agenda completa desta semana!

Novo romance da best-seller finlandesa Sofi Oksanen está entre os quentinhos da semana
Quentinho da gráfica

Novo romance da best-seller finlandesa Sofi Oksanen está entre os quentinhos da semana

“Quando as pombas desapareceram”, aguardado romance de Sofi Oksanen, autora de “Expurgo” e “As vacas de Stalin”, chegou nesta fornada. Recebemos também “As esferas do poder”, “A caçada”, o livro que reúne as peças “A festa de aniversário” e ” O Monta-cargas”, “Garota desaparecida”, “O evangelho de Loki” e “O grande zoológico”. Pela não-ficção, a novidade é “A existência de Deus comprovada por um filósofo ateu”.

Era uma vez a Bienal do Livro
Palavra de presidente

Era uma vez a Bienal do Livro

Em 1998, o editor Sergio Machado chefiou a delegação brasileira no Salão do Livro de Paris e percebeu que as nossas bienais poderiam ter outro formato, com programação cultural e foco nos autores. Então presidente do SNEL, ele foi decisivo na criação da Bienal do Livro do ano seguinte, no Rio, que estreou o seu Café Literário. Em artigo para o Publishnews, sua irmã, Sônia Jardim, atual presidente do Grupo Record, escreve sobre essa história e sobre o maior evento do mercado literário no Brasil, que homenageia Sergio no ano em que o editor nos deixou.

Posts Populares

Este website usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Navegando neste site você consente com a nossa Política de Privacidade.

Leia Mais