CategoriaPrata da Casa
Colleen Hoover, diálogos e a trilha sonora de “Talvez um dia”
Prata da Casa

Colleen Hoover, diálogos e a trilha sonora de “Talvez um dia”

Colleen Hoover desperta paixões não apenas nas suas milhares de leitoras no Brasil e mundo afora. Na Galera, a diva do “new adult” também “causa” quando entrega livro novo. No texto a seguir, o assistente editorial Rodrigo Aus conta, com humor e muito amor, os bastidores de seu trabalho em “Talvez um dia”, que chega esta semana nas livrarias.

O fenômeno Cassandra Clare
Prata da Casa

O fenômeno Cassandra Clare

A gerente de imprensa Cláudia Lamego lembra, neste texto, da avassaladora passagem da escritora Cassandra Clare pelo Brasil, durante a Bienal do Livro de 2014. Dona da grandiosa marca de 1,6 milhão de exemplares vendidos no Brasil, a autora acaba de lançar no país o livro “Dama da meia-noite”, título de estreia de sua nova série, “Os artifícios das trevas”.

Quem nunca teve uma decepção amorosa?
Prata da Casa

Quem nunca teve uma decepção amorosa?

O amor, esse sentimento complexo, pode ser também bastante tragicômico e absurdo. Pedro Gabriel de Lima, assistente editorial de ficção estrangeira da Record, escreve hoje sobre “A última namorada da face da Terra”, coletânea de contos do escritor e humorista Simon Rich, que chega às livrarias em abril.

O fogo, o choro e a gramática
Prata da Casa

O fogo, o choro e a gramática

Na semana passada, o Grupo Editorial Record celebrou o fim das obras de seu prédio de escritórios com um convescote para os funcionários. Um ano depois do incêndio que lambeu as salas do segundo andar, todos, devidamente instalados, puderam comemorar o retorno à vida normal. Neste texto, a gerente de imprensa Cláudia Lamego relembra o fatídico dia 25 de março de 2015, e conta como foi a reação de quem trabalhava ali ao fogo que destruiu suas salas e seus pertences.

A adrenalina a mil de “Voo fantasma”
Prata da Casa

A adrenalina a mil de “Voo fantasma”

Famoso por suas aventuras e seus programas de TV nos quais encara desafios quase impossíveis, Bear Grylls arranjou mais uma ocupação: está lançando, pela Record, seu primeiro livro de ficção. Mayara Moura, estagiária do departamento de marketing, ficou vidrada no thriller cheio de mistério e conta, neste texto, sua experiência com a leitura de “Voo fantasma”.

Buscando as coisas de dentro
Prata da Casa

Buscando as coisas de dentro

Publicados originalmente no Instagram, os poemas de Zack Magiezi já conquistaram uma legião de fãs. Delicados e corajosos, eles dialogam diretamente com os leitores, que agora poderão encontrá-los também em um livro. No post a seguir, Marcelo Vieira, assistente editorial da Bertrand Brasil, fala um pouco sobre esse jovem autor, sua trajetória, suas influências literárias e seus temas prediletos.

Um drama entre quatro paredes
Prata da Casa

Um drama entre quatro paredes

Profundo e tocante, “Quarto” marca o leitor através da narrativa inocente de Jack: um menino de cinco anos que vê o mundo de um jeito especial. O sucesso editorial ganhou uma adaptação cinematográfica, cujo roteiro é assinado pela própria autora, Emma Donoghue, e concorre em quatro categorias ao Oscar. Neste texto, a assessora de imprensa Raquel Araujo fala, conta sobre todos os sentimentos que envolvem a leitura do livro e a surpresa em assistir ao filme “O quarto de Jack” .

Vai encarar?
Prata da Casa

Vai encarar?

Marcelo Vieira, assistente editorial da Bertrand Brasil, conta aos leitores um pouquinho da trama de “Miragem em chamas”, novo livro da série protagonizada pelo herói bom de briga Jack Reacher. Revela também curiosidades da trajetória do autor Lee Child, que começou a escrever livros de ação depois de perder o emprego em uma emissora de TV britânica.

A Nova York que pouca gente vê
Prata da Casa

A Nova York que pouca gente vê

Em março, a Bertrand Brasil lança “Histórias de duas cidades”, livro com 27 textos sobre Nova York, em variados estilos literários, organizado por John Freeman, ex-editor da Granta. A obra mostra a complexidade da apaixonante Big Apple: suas atrações, desajustes, problemas e contradições. No texto a seguir, Marcelo Vieira, assistente editorial, escreve sobre o lançamento.

Os grupos e as leituras de “Vá coloque um vigia”
Prata da Casa

Os grupos e as leituras de “Vá coloque um vigia”

Neste ensaio, a editora assistente da José Olympio, Alice Bicalho, fala sobre as diversas interpretações e reflexões possíveis surgidas a partir da leitura de “Vá, coloque um vigia”, registradas por ela ao participar de conversas com leitores da obra de Harper Lee.

Posts Populares

Este website usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Navegando neste site você consente com a nossa Política de Privacidade.

Leia Mais