CategoriaQuentinho da gráfica
Livros de Naomi Wolf, Richard Sennett e Philipa Gregory chegaram esta semana
Quentinho da gráfica

Livros de Naomi Wolf, Richard Sennett e Philipa Gregory chegaram esta semana

Entre os livros que rodaram na gráfica nos últimos dias estão “O mito da beleza”, um clássico de Naomi Wolf sobre a opressão sofrida pelas mulheres em relação à aparência e “Bruxa Akata”, história de fantasia embasada em mitos africanos. Entre os destaques estão ainda “A princesa branca”, mais uma bela mistura de romance e história de de Philipa Gregory; e “Querido mundo”, um relato sobre a Guerra da Síria pelos olhos de uma menina de 9 anos. A lista se completa com “Construir e habitar”, no qual Richard Sennett redefine a ideia de cidade, e “Um verão na Itália”, primeiro de uma tetralogia romântica da autora Carrie Elks.

Novo livro de Judith Butler é o destaque desta semana
Quentinho da gráfica

Novo livro de Judith Butler é o destaque desta semana

“Corpos em alianças e as políticas das ruas”, aguardado livro de Judith Butler, rodou na nossa gráfica esta semana. A obra é considerada imprescindível para entender o poder e o significado das manifestações como resistência ao sistema neoliberal. Destaque também para “Israel: uma história”, de Anita Shapira, livro que faz uma análise histórica, econômica, social e cultural do país, e “O último tsar”, de Robert Service, que relata a vida de Nicolau II. Completam a lista “Cluck”, dos jornalistas Karin Hueck e Fred Giácomi, “Sob a luz da escuridão”, novo livro de Ana Beatriz Brandão, “No ritmo do amor”, de Brittainy Cherry e “Depois da tempestade”, de Charles Martin.

Graphic novel sobre homofobia no futebol é destaque da semana
Quentinho da gráfica

Graphic novel sobre homofobia no futebol é destaque da semana

Esta semana, recebemos da gráfica “O outro lado da bola”, HQ que fala sobre corrupção e preconceito no futebol, “Por quê- o que nos torna curiosos”, de Mario Livio, e uma nova edição de “Você pode curar sua vida”, de Louise Hay. Completam a lista os romances “Tempo de partir”, de Jodi Picoult, “Torre do Alvorecer”, de Sarah J. Maas, e “Whitney, meu amor”, de Judith Mc Naught.

Livros de Sophie Kinsella e Bill Clinton ficaram prontos esta semana
Quentinho da gráfica

Livros de Sophie Kinsella e Bill Clinton ficaram prontos esta semana

Dois livros aguardadíssimos rodaram na gráfica esta semana: “O dia em que o presidente desapareceu” marca a incrível parceria entre o escritor James Patterson e o ex-presidente americano Bill Clinton. Já “Mas tem que ser mesmo para sempre?” é Sophie Kinsella em sua melhor forma, descrevendo com humor e sensibilidade os meandros de um casamento.

Nova edição de “Tempo de espalhar pedras” está a caminho
Quentinho da gráfica

Nova edição de “Tempo de espalhar pedras” está a caminho

Vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura de 2015, o aclamado “Tempo de espalhar pedras”, de Estevão Azevedo, rodou na gráfica esta semana. Ele chega em breve às livrarias com nova capa, além de textos de orelha e posfácio inéditos. Outro destaque da fornada é “Antonio e Cleópatra”, uma investigação abrangente sobre as vidas de um dos casais mais fascinantes da história. A semana se completa com um estudo inovador sobre o Alzheimer e um thriller psicológico. Saiba mais a seguir.

Segundo livro da série Carbono Alterado e best-seller internacional estão entre os destaques da fornada
Quentinho da gráfica

Segundo livro da série Carbono Alterado e best-seller internacional estão entre os destaques da fornada

Chegaram da gráfica dois livros que receberam adaptações audiovisuais. “Anjos partidos”, segundo livro da saga Carbono Alterado, que inspirou a série do Netflix, e “Asiáticos podres de ricos”, cujo filme homônimo estreia ainda este ano. Na fornada desta semana, recebemos ainda “O voto do brasileiro”, edição bilíngue sobre o processo eleitoral brasileiro, uma nova edição de “O que é amor”, de Betty Milan, e “Heroínas”, que reúne versões contemporâneas e feministas de clássicos da literatura.

Novo livro de Nei Lopes e reedições de obras importantes são os destaques da semana
Quentinho da gráfica

Novo livro de Nei Lopes e reedições de obras importantes são os destaques da semana

A gráfica rodou esta semana o aguardado novo livro de Nei Lopes, “O preto que falava iídiche”, no qual o autor faz suas habituais reflexões profundas sobre arte, religiosidade e costumes, tendo personagens negros como protagonistas. Chegaram ainda a nova edição de “Como falar em público e influenciar pessoas no mundo dos negócios”, um clássico da arte da oratória do best-seller Dale Carnegie; e “Hannah Arendt: Pensamento, persuasão e poder”, estudo abrangente do intelectual Celso Lafer sobre a pensadora alemã. Outra boa novidade é “Em nome de quem?”, livro-reportagem no qual a jornalista Andrea Dip investiga a escalada das igrejas evangélicas ao poder. A lista se completa com “O tipo certo de garota errada”, novo romance da autora A. C. Meyer.

“Terra das mulheres”, de Charlotte Perkins Gilman, é um dos destaques desta semana
Quentinho da gráfica

“Terra das mulheres”, de Charlotte Perkins Gilman, é um dos destaques desta semana

Entre os livros que rodaram na nossa gráfica esta semana está “Terra das mulheres”, de Charlotte Perkins Gilman. A obra será lançada em breve pela Rosa dos Tempos e mostra como seria uma utópica sociedade composta apenas por mulheres, pelo ponto de vista de três exploradores. Recebemos também “Uma estranha em casa”, novo suspense de Shari Lapena, mesma autora do best-seller “O casal que mora ao lado”; e a nova edição de “Exodus”, de Leon Uris, por ocasião dos 70 anos de formação do estado de Israel. Na literatura nacional, recebemos “O amante da princesa”, romance de época de Larissa Siriani; “Senhorita Aurora”, de Babi A. Sette, e “Videogame e violência”, primeiro livro brasileiro a tratar do tema de maneira crítica escrito por Salah H.Khaled Jr. A lista se completa com “Ganhar de lavada”, no qual o autor Scott Adams relaciona técnicas de persuasão e a vitória de Donald Trump nas eleições americanas.

Livro de Drummond com material inédito está entre os destaques da semana
Quentinho da gráfica

Livro de Drummond com material inédito está entre os destaques da semana

Nesta fornada, recebemos “Autorretrato e outras crônicas”, edição única e comemorativa do livro de Carlos Drummond de Andrade, que reúne fotos e encarte com cartas entre o poeta e o fundador da editora Record, Alfredo Machado. Chegaram também vários livros de não-ficção: “Napoleão e o rebelde”, que aborda o conflito entre o imperador e seu irmão mais novo; “Virar o jogo”, de Leila Navarro; “Desvende o poder da inteligência espiritual”, de Djalma Pinho; e “Cuide dos pais antes que seja tarde”, novo livro do poeta Fabricio Carpinejar. Completam a lista os romances “Um amor perdido”, de Alyson Richman, e “Literalmente amigas”, das autoras Laura Conrado e Marina Carvalho.

Romance e não-ficção na mesma medida esta semana
Quentinho da gráfica

Romance e não-ficção na mesma medida esta semana

Entre os livros que recebemos da gráfica esta semana estão “As três Marias”, aclamado romance de Rachel de Queiroz, que ganha nova edição pela José Olympio e “O mentor-minuto”, de Ken Blanchard e Claire Diaz-Ortiz, um guia definitivo para construir relacionamentos de mentoring eficientes. Recebemos também “Lições dos mestres” e “Nenhuma paixão desperdiçada”, ambos de George Steiner. Renato Moraes estreia na casa com “Claridade’, livro que acompanha as trajetórias de Ricardo, a partir da morte prematura da noiva, e de Catarina, na tentativa de retomar a vida depois do assassinato do pai. As best-sellers Danielle Steel e Nora Roberts completam a lista com “A duquesa” e “Ao pôr do sol”.

Posts Populares
Não passarão

Não passarão

Este website usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Navegando neste site você consente com a nossa Política de Privacidade.

Leia Mais