AssuntoGalera Record
Novas edições de clássicos de Olavo de Carvalho e Gilles Deleuze a caminho
Quentinho da gráfica

Novas edições de clássicos de Olavo de Carvalho e Gilles Deleuze a caminho

A não-ficção é o destaque entre os livros que rodaram na gráfica esta semana: há “O imbecil coletivo”, clássico de Olavo de Carvalho que ganhou nova edição e, também na linha dos pensadores conservadores, “Direitos máximos, deveres mínimos”, de Bruno Garschagen, que despontou com o best-seller “Pare de acreditar no governo”. Na seara dos negócios, Pedro Salomão fala sobre as relações de trabalho com as gerações Y e Z em “Lyderez”. As máquinas produziram ainda a edição especial do 50º aniversário de “Diferença e repetição”, um dos livros mais importantes de Gilles Deleuze. Veja a lista completa a seguir.

Lançamentos (10/9)
Lançamentos

Lançamentos (10/9)

Esta semana chegam às livrarias títulos para os mais diversos gostos. Entre os romances, as novidades são “À beira da loucura”, de B.A Paris, “Filha da fortuna”, de Isabel Allende, “O Guia do cavalheiro para o vício e a virtude”,de Mackenzi Lee, “O príncipe cruel”, 1º volume da nova série de Holly Black, “Tudo aquilo que nos separa”, uma edição com a capa do filme de “Um pequeno favor” e o primeiro livro da série “International Guy”, de Audrey Carlan, autora do best-seller “A garota do calendário”. Pela não ficção, os lançamentos são: “A invenção da celebridade”, de Antoine Lilti, “A monja e o professor”, de Clóvis de Barros e Monja Cohen,”A poeta X”, “Apelo à razão”, “Confissões de um ex-libertário”, “Cozinha judaica” e”País mal educado”, de Daniel Barros.

Seis motivos para ir ao cinema assistir “Todo dia”
Listas

Seis motivos para ir ao cinema assistir “Todo dia”

De livro best-seller para as telas do cinema. Nesta semana entra em cartaz “Todo dia”, adaptação da obra de David Levithan que conta a história de “A”, uma pessoa que muda de corpo diariamente. Neste post listamos seis motivos para assistir (e se apaixonar) pelo filme.

Graphic novel sobre homofobia no futebol é destaque da semana
Quentinho da gráfica

Graphic novel sobre homofobia no futebol é destaque da semana

Esta semana, recebemos da gráfica “O outro lado da bola”, HQ que fala sobre corrupção e preconceito no futebol, “Por quê- o que nos torna curiosos”, de Mario Livio, e uma nova edição de “Você pode curar sua vida”, de Louise Hay. Completam a lista os romances “Tempo de partir”, de Jodi Picoult, “Torre do Alvorecer”, de Sarah J. Maas, e “Whitney, meu amor”, de Judith Mc Naught.

Lançamentos da semana (12/2)
Lançamentos

Lançamentos da semana (12/2)

Na semana de Carnaval, chegam às livrarias “A erva amarga”, romance que resgata a história real de uma fugitiva judia na Holanda ocupada pelos nazistas, “A livraria”, obra que ganha uma adaptação para o cinema este ano, e “Manual da demissão, romance sarcástico e poético de Julia Wähmann sobre a onda de cortes nas empresas. Entre os lançamentos de não-ficção estão “A dieta antissal”, “Tempestade numa xícara de chá”, que desvenda os mistérios da física do dia a dia, e “Presente permanente”, relato sobre a deficiência de memória de Henry Gustave, um dos casos mais importantes no campo da neurociência. Completam a lista “Renascer’, de Anna Carey, “Vida”, de Audrey Carlan, “É assim que acaba”, de Colleen Hoover, “A garota que bebeu a lua”, de Kelly Barnhill, e “O galo de ouro”, edição com conteúdo inédito do clássico de Juan Rulfo.

Atores estreantes na literatura são destaques da semana
Quentinho da gráfica

Atores estreantes na literatura são destaques da semana

Recebemos esta semana “O livro dos títulos”, romance de estreia do ator e dramaturgo Pedro Cardoso, e “Sem filtro”, primeiro livro de Lily Collins, estrela de filmes como “Instrumentos mortais”, “Espelho, espelho meu” e “Simplesmente acontece”. Também estão entre as novidades da semana “A força que nos atrai”, de Brittainy C. Cherry, “Escrito a fogo”, que encerra a trilogia “Brilhantes”, e “A mais bela história da filosofia”, de Luc Ferry e Claude Capelier. Completam a lista “Cidade de selvagens”, de Lee Kelly, “O regicida”, de Virginia Boecker, “Pule, Kim Joo So”, “Encontrada até quinta”, “Contra o aborto”, de Francisco Razzo, e “Doce vingança”, de Nora Roberts, que ganha nova capa.

Carina Rissi, a rainha da Bienal
Notícias

Carina Rissi, a rainha da Bienal

Autora lançou “Menina veneno”, da Galera Record, durante o evento e autografou esse e seus outros livros durante seis horas, para mais de 400 pessoas. Ela foi a escritora que mais vendeu no estande do Grupo Record. No próximo fim de semana, Carina inicia a turnê de lançamento do livro novo e passará por cinco estados.

Lançamentos de Carina Rissi e Pam Gonçalves e biografia de Paulo Freire estão entre os destaques da semana
Quentinho da gráfica

Lançamentos de Carina Rissi e Pam Gonçalves e biografia de Paulo Freire estão entre os destaques da semana

Acabaram de chegar da gráfica “Menina veneno” e “Uma história de verão”, que são, respectivamente, os novos livros de Carina Rissi e Pam Gonçalves. Recebemos também “O clube de escrita de Jane Austen”, que analisa vários aspectos da escrita de ficção. No ano em que se completam 20 anos sem Paulo Freire, recebemos uma edição com texto revisto e atualizado da biografia do educador, de autoria de Nita Freire. Completam as novidades da semana a continuação do livro “Fuga da biblioteca do Sr. Lemoncello”, “O espelho secreto” e “Todas as garotas desaparecidas”.

“A história secreta da Mulher-Maravilha” é o destaque da semana
Quentinho da gráfica

“A história secreta da Mulher-Maravilha” é o destaque da semana

Na fornada desta semana, recebemos “A história secreta da Mulher-Maravilha”, livro em que a historiadora de Harvard Jill Lepore conta as origens da personagem e como o movimento feminista influenciou seu criador. Chegaram ainda “O diabo ataca em Wimbledon”, novo livro de Lauren Weisberge, mesma autora de “O diabo veste Prada”; “Ladainha”, novo livro de poemas de Bruna Beber, e “Peregrino”, obra que reconstrói a jornada pessoal do Papa Francisco. “A montanha”, de Lori Lansens; “Os 12 signos de Valentina”, de Ray Tavares; “Que bom pra você”, de Tammara Webber e “Fica comigo”, de Tessa Bailey, completam a lista.

Posts Populares
Não passarão

Não passarão

Este website usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Navegando neste site você consente com a nossa Política de Privacidade.

Leia Mais