AssuntoTempo de espalhar pedras
“Tempo de espalhar pedras”, de Estevão Azevedo
Entrevistas

“Tempo de espalhar pedras”, de Estevão Azevedo

Vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura de 2015, “Tempo de espalhar pedras”, de Estevão Azevedo, chega às livrarias em junho pela Record numa nova edição, com novo projeto gráfico e linda capa. Ambientada numa vila desgastada pelo garimpo, a trama fala de desesperança, relações deterioradas, vingança e desejo. O enredo é centrado no ódio entre Diogo e Gomes, dois velhos garimpeiros, e seu reflexo na relação complexa entre seus filhos, Ximena e Rodrigo – que mistura o mesmo ódio com uma forte pulsão sexual. Na entrevista a seguir, Estevão fala de suas inspirações para a obra, entre outros assuntos.

Lançamentos da semana (04/06)
Lançamentos

Lançamentos da semana (04/06)

A semana está recheada de novidades especiais: desde “O dia em que o presidente desapareceu”, estreia do ex-presidente americano Bill Clinton na ficção, até “Mas tem que ser mesmo para sempre?”, novo romance da best-seller Sophie Kinsella; passando por “O outro lado da bola”, graphic novel sobre homofobia no futebol e “Heroínas”, coletânea juvenil de três histórias clássicas de heróis protagonizadas por mulheres. Confira a lista completa.

Nova edição de “Tempo de espalhar pedras” está a caminho
Quentinho da gráfica

Nova edição de “Tempo de espalhar pedras” está a caminho

Vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura de 2015, o aclamado “Tempo de espalhar pedras”, de Estevão Azevedo, rodou na gráfica esta semana. Ele chega em breve às livrarias com nova capa, além de textos de orelha e posfácio inéditos. Outro destaque da fornada é “Antonio e Cleópatra”, uma investigação abrangente sobre as vidas de um dos casais mais fascinantes da história. A semana se completa com um estudo inovador sobre o Alzheimer e um thriller psicológico. Saiba mais a seguir.

Posts Populares

Este website usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Navegando neste site você consente com a nossa Política de Privacidade.

Leia Mais